Canto Popular e Erudito

Conduzir a voz para a frente”; “colocar a voz na máscara”; “cantar como num bocejo”; “dirigir a voz para cima, entre os olhos”; “não deixar a voz cair”. Essas expressões metafóricas são exemplos de um jargão conhecido no meio musical como “imagens”, e são utilizadas por professores de canto de abordagens técnicas e estilísticas as mais variadas em seu processo de ensino

Canto Popular e Erudito

As diferenças de estética vocal entre os diversos estilos musicais (por exemplo, entre a voz operística, a voz típica da Bossa Nova e a voz do canto belting) acontecem também por formas distintas de utilizar fisicamente o aparato pneumofonoarticulatório. O sucesso de qualquer abordagem da técnica vocal depende de sua chegada ao resultado estético planejado com o menor custo (de tempo e de saúde vocal) possível para o cantor. Ainda assim, foi de concordância geral que o professor de canto deve ter um vasto repertório de estratégias para poder se adaptar às dificuldades de cada aluno. S8 e S10, professoras de canto popular brasileiro, apontam que a questão do equilíbrio dos sub-registros modais de peito e de cabeça, por meio do bom funcionamento da musculatura intrínseca da laringe, deve ser a maior preocupação do professor de canto. Para elas, e também para S9, o professor não deve buscar padronizar a qualidade vocal do aluno, mas deixar que ele descubra sua própria personalidade vocal ou a voz adequada ao repertório, sendo papel do professor apenas ajudar a dissolver pontos de tensão excessiva.

Além disso, o aluno também poderá, conforme o seu desenvolvimento e classificação vocal, estudar peças consagradas pela voz de grandes cantores ligados ao repertório de música erudita, desenvolvendo todo o seu potencial através do estudo da técnica vocal tradicional. Procurava por aulas de canto e encontrei a Lidiane, fiz uma aula experimental e gostei bastante.

“Conduzir a voz para a frente”; “colocar a voz na máscara”; “cantar como num bocejo”; “dirigir a voz para cima, entre os olhos”; “não deixar a voz cair”. Essas expressões metafóricas são exemplos de um jargão conhecido no meio musical como “imagens”, e são utilizadas por professores de canto de abordagens técnicas e estilísticas as mais variadas em seu processo de ensino. Na ESCOLA SÓ MUSICA o curso de canto popular abrange largamente questões de respiração, fonética, anatomia, teoria musical e repertório, tudo isso em um currículo vasto e muito bem estruturado. Além disso, o aluno também pode estudar as diferentes técnicas do uso do microfone, ou então pode ter acesso aos procedimentos utilizados pelos grandes cantores em gravações profissionais, desenvolvendo todo o seu potencial através de uma abordagem moderna dos conceitos de técnica vocal. Como referido anteriormente, o jargão metafórico parece ter sua origem na tentativa de descrição das sensações corporais positivas experimentadas pelo cantor, e pode nesse sentido servir como guia a um aluno de canto, desde que este consiga interpretá-lo e conquistar suas próprias sensações.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Be the first to review “Canto Popular e Erudito”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *